2

A cidade de Pirajuí recebeu nesta terça-feira (11), com muita tristeza, a notícia da morte de Maria Do Carmo Fonseca, aos 80 anos. Se esse nome não traz muitas lembranças, seu apelido certamente será reconhecido: Doca ou, ainda, Doquinha.

Ser católico praticante na cidade significava, obrigatoriamente, ver semanalmente a figura de Doca, que fazia uma espécie de zeladoria na belíssima igreja Nossa Senhora Aparecida, hoje Santuário. Aliás, não precisava ser católico: qualquer pessoa que, por um motivo ou outro, fosse à igreja “de cima”, para um casamento, formatura ou batizado, era só olhar com mais atenção aos “bastidores” da celebração e lá estava ela, toda atenta, a legítima guardiã do templo.

Onde aumenta o volume da caixa de som? Chamem a Doca.

Onde está a chave que dá acesso ao coreto no andar de cima? Xi… Chamem a Doca.

A noiva quer entrar com as portas da igreja fechada, é possível? Não sei, vamos perguntar para a Doquinha.

Essas eram as indagações que ela dominava. Conhecia cada centímetro da belíssima igreja. Ali esteve durante muitos anos e acompanhou a chegada e partida de padres, diáconos, ministros da Eucaristia e jovens coroinhas que hoje são quarentões.

A elegância de Doca

Outro detalhe marcante na trajetória de Doquinha era sua forma elegante de se vestir e aparecer em público. Impossível lembrar de algum momento em que não estivesse muito bem vestida, com os cabelos arrumados e maquiagem – todo evento na igreja, para ela, parecia ser de gala.

A amiga (e cabeleireira) Jane Aruth também lembrou dessa sua característica. “Minha querida sempre foi vaidosa e estava sempre linda, e assim ficará em minhas lembranças”, escreveu em uma homenagem em seu Facebook (aliás, foi dessa mensagem que extraí a fotografia deste post).

Hoje, mais uma vez, Doquinha está na Igreja Nossa Senhora Aparecida, onde ocorre seu velório. Dessa vez, para um adeus a esse local que tanto amou e onde tanto serviu, ajudou, ZELOU. Ao seu lado estão seus amigos que, com certeza, sempre lembrarão de sua presença cada vez que estiverem no Santuário. Da inesquecível e elegante Doca!

 

Leia também:

As magníficas pinturas da igreja Nossa Senhora Aparecida em Pirajuí
2