Atenção: Você pode estar bem em cima do antigo cemitério de Pirajuí

2

Calma aí… A ameaça do título foi só para que você clicasse no post!

Mas é fato que o Cemitério de Pirajuí possui várias histórias (umas tristes, outras interessantes). No entanto, não é sobre a atual necrópole, localizada ao final da Avenida da Saudade, que vamos falar hoje – mas sim sobre o antigo cemitério.

Durante minha infância e adolescência, ouvi algumas vezes as pessoas mais antigas comentarem que, bem no início da história do município, o local onde se enterravam os entes queridos ficava, justamente, onde hoje se encontra a Igreja Matriz de São Sebastião (também conhecida como a “Igreja de Baixo”).

No entanto, um documento histórico bem legal divulgado recentemente em uma rede social comprovou essa informação, com alguns detalhes adicionais.

O antigo cemitério de Pirajuí

Para variar, a informação também veio do ESPETACULAR grupo do Facebook chamado Amigos da E.E. Dr. Alfredo Pujol (que, aliás, como já dissemos aqui neste Homem Benigno, é uma das mais ricas fontes de informações histórias de Pirajuí nos dias de hoje).

A postagem foi feita pelo Walter Pinatti Junior, pirajuiense que vive na cidade de Maringá (PR). O registro é de uma raridade: uma página da extinta revista Correio de Pirajuhy Magazine, publicação do dia 1º de Dezembro de 1950 – inclusive, de acordo com este documento, há um exemplar dessa publicação no acervo da Universidade Estadual de Londrina (UEL), para quem estiver pelo Paraná e quiser conhecê-la.

A página selecionada pelo Walter Junior traz o relato de um familiar seu, seu nono (avô) Antonio Pinatti, um pioneiro de Pirajuí. O texto fala justamente das diferenças que a cidade, no início dos anos 1950, apresentava em relação aos primeiros movimentos de formação, do início do século XX. Leia o texto na íntegra:

Cemitério de Pirajuí

Em suas palavras, quando era “alguns ranchos de ‘páu-a-pique’ no lugar onde esteve a velha gare da Noroeste, uma ou outra casa espalhada aqui ou ali, a Igreja de barro e o resto era mato”.

Com relação ao antigo cemitério de Pirajuí, Pinatti relatou à revista que era “localizado no quarteirão circundado pelas praças Luiz Gama e Cel Joaquim Piza, e pelas ruas 23 de Maio e Dom Pedro II. Sendo que o centro do velho cemitério ficava onde hoje se erguem a Casa Paroquial e a Sede Cristo Rei”.

Imagine só, naquele época, em 1950 as duas construções localizadas na hoje Rua Campos Salles ainda estavam em obras. Ou seja, de acordo com o relato do pioneiro, de fato, o cemitério ficava onde hoje é o Centro de Pirajuí. Sendo assim, enquanto você lê essa postagem, de fato, você pode estar acessando seu smartphone bem em cima de onde era a antiga necrópole, já pensou?

Cemitério de Pirajuí

Visão geral da página: em cima, foto da Igreja N. Sra. Aparecida; abaixo, imagem do Distrito de Santo Antônio da Estiva

Leia mais histórias de Pirajuí no Homem Benigno:

 

2
« »

© 2018 . Theme by Anders Norén.