2

O cara não pode estar batendo muito bem das ideias para encarar uma saída para compras na Rua Santa Efigênia (vou escrever com E mesmo e se você acha que é Ifigênia, mentalize como se estivesse escrito com I) em pleno 23 de dezembro, não é mesmo?

Mas como aqui é Deus no Comando, tomei um metrô e fui para a tradicional rua de comércio eletrônico, antenas, aparelhagem de som e afins no Centro de São Paulo.

Rua Santa Efigênia

Visão geral da lojinha. Tenho fotografado pior a cada dia. Estou trêmulo. Mas estou vendo isso (medicina)

O que fui fazer lá não vem ao caso. Mas é só mutreta, te garanto. Porém, o que mais me impressionou nesse passeio – e é o que trago para vocês neste episódio do Homem Benigno – foi o inusitado mural produzido na vitrine de uma loja de games na Rua Santa Efigênia.

Somando cada pedacinho do que estava ali apresentado, não consegui encontrar definição melhor que: UM ALTAR AOS DEUSES DOS VIDEOGAMES.

Os caras simplesmente juntaram uma pá de consoles (pronuncia-se cônsole) das antigas e montaram, ali mesmo, “a história dos videogames”. Um adesivo ao fundo, amplamente ilustrado, traz o nome do produto e as datas de criação e término de fabricação – há também aqueles que permanecem no mercado e, ainda, os que foram “revividos” recentemente.

Rua Santa Efigênia

Esse daí nunca me enganou. Humpft!

Fiz umas fotos toscas para esse post e, em seguida, levei um lero com o Ronnie, funcionário da loja. Ele confirmou que o mural é uma atração e tanto na galeria e tem sido responsável para que o box deles se destaque entre tantos outros no universo daquela rua.

Um fato interessante é que a Games Evolution ainda vende muitos desses consoles das antigas. Entre as telas que pipocavam cenas dos novíssimos The Last Guardian (PS4) e Watch Dogs 2 (PS4 e XOne), lá estava um sincero Super Mario World em um SNes prontinho para ser vendido. Me deu até vontade de chorar, mas aí pensei que um homem na minha idade devia estar é procurando um terreno para carpir ao invés de se emocionar com o saudosismo do entretenimento eletrônico.

Rua Santa Efigênia

O de cima não sei qual é, mas o de baixo o que teve de moleque fazendo birra e jogando as coisas no chão para o pai comprar – e no final, esse Game Cube teve a mesma utilidade que botar um dente de ouro na boca de um porco.

O Ronnie disse que ainda ontem (22), havia aparecido por lá um Nintendo 64, que foi prontamente arrematado por uma tiazinha por 350 Michéis Têmeres. E ele disse que, vira e mexe, aparecem produtos das antigas por lá – eles têm cartuchos, controles e acessórios dessa época boa que indica o quanto estamos velhos e desistindo em cima da hora de compromissos na sexta-feira à noite.

Rua Santa Efigênia

O Telejogo (que eu confesso que nunca havia sido apresentado pessoalmente) e o Nintendinho original, é isso?

Achei muito foda essa iniciativa que mexe bem no fundo do coração dos amantes dos videogames. Diante daquela vitrine, você se lembra de vários episódios da sua vida e daqueles lançamentos malucos dos quais as revistas tanto falavam – mas que não duraram nem três anos, eram uma bomba.

No final perguntei algo sobre VR, mas os caras da loja disseram que no Brasil, ainda, a realidade virtual está em baixa e que com o passar do tempo devem surgir novos títulos no segmento. Mal sabia ele que o que eu havia perguntado era, na verdade, se na lanchonete da galeria aceitavam Vale Refeição.

Santa Efigênia

Como é linda a vida quando dedicada à cultura dos videogames, né gente?

 

Games Evolution
R. Aurora, 200 – Rua Santa Efigênia, São Paulo – SP, 01207-000

 

Leia também, sobre games:

 

 

 

2